Estresse Calórico em Gado de Corte

EXTRESSE CALORICO ou TÉRMICO EM BOVINOSO ESTRESSE CALÓRICO BOVINO ocorre quando há produção de calor interno maior do que a capacidade do animal em dissipar este calor, causando então diversos sintomas que geram o estado de ESTRESSE; que acaba por levar a queda da Produção Animal, fato muito comum em países de clima quente.

Mas qual a relação entre ESTRESSE CALÓRICO ou ESTRESSE TÉRMICO e queda na Produção Animal? Esta relação se da devido a redução no consumo de alimentos observada nos animais em estado de  ESTRESSE CALÓRICO; o que acaba resultando na queda na Produção Animal. Nesta situação o pecuarista acaba sofrendo prejuízos que podem ser  evitados com o uso de produtos, como o Equalizador, que  atua na  eficiência do metabolismo energético, evitando assim que o animal sofre condições de calor excessivo, não entre em estado de ESTRESSE CALÓRICO. 

Com o uso do Equalizador, o animal tratado torna-se mais resistente ao ESTRESSE CALÓRICO, garantindo eficiência alimentar, com aproveitamento da matéria seca ingerida (pastagem) e eficiência na Produção Animal.

Mais informações, entre em Contato.

 Fonte: 1) Dhiman, T.R.; Zaman, M.S. Desafios dos sistemas de produção de leite em confinamento em condições de clima quente. In: Simpósio de Nut. e Prod. de gado de Leite, 2., UFMG, 2001; 2) Pires, M.F.A.; et al. Alternativas para amenizar os efeitos do Estresse Calórico em vacas leiteiras. In: Pereira, J.C.C. Fundamentos de bioclimatologia aplicados à produção animal. FEPMVZ, 2005. Cap.12.

Direitos reservados: Texto e Imagem de uso exclusivo da Expressão animal, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e autor(es) do artigo.