Mosca-do-Chifre: Histórico, Biologia e Controle

Mosca-do-Chifre   A “MOSCA-DO-CHIFRE” pertence à mesma família da Mosca-dos-estábulos e a Mosca-doméstica. Descrita em 1758 e reconhecida como praga de bovinos na França, em 1830; este inseto apareceu no Brasil em 1976, onde teve uma expansão que começou lentamente, mas que, em 1985, já era tarde demais para frear.

DESCRIÇÃO DA MOSCA-DO-CHIFRE

Esta MOSCA tem a metade do tamanho da mosca-dos-estábulos. De coloração castanha, elaMOSCA_do_Chifre prefere animais escuros, ou manchas escuras, o que explica o fato de que Bovinos de sangue zebu serem menos atacados, do que animais europeus ou mestiços. As MOSCAS permanecem nas costas, paleta, barriga e pernas do hospedeiro, sendo que a denominação “MOSCA-DO-CHIFRE” é pouco apropriada nas regiões tropicais, pois a infestação das MOSCA-DO-CHIFRE, na região do Chifre do hospedeiro, ocorre em climas temperados, ou nas manhãs frias.

CICLO BIOLÓGICO DA MOSCA-DO-CHIFRE

A MOSCA tem ciclo rápido e dependente da temperatura, umidade e “qualidade” da massa fecal. No inverno (época seca), o intervalo entre gerações pode prolongar-se até 30 dias, enquanto que no verão (época chuvosa), este intervalo reduz a 9 dias. O desenvolvimento larval acontece dentro da massa fecal. De dia as moscas sugam sangue e acasalam, depois de fecundadas, as fêmeas esperaram o bovino defecar e depositam até 20 ovos na massa fecal. Durante a vida da fêmea (40 dias), esta produz até 300 ovos; porém cerca de 90% dos ovos depositados não dão origem a adultos, devido a fatores ambientais, predadores e parasitas que atacam as larvas e pupas.

PREJUÍZOS CAUSADOS PELA MOSCA-DO-CHIFRE

Picadas dolorosas, deixam os animais nervosos e irritados, prejudicando seu crescimento, produção animal e atividade reprodutiva. Uma Mosca chega a picar o hospedeiro até 40 vezes por dia. Além disso, foi calculado por Honer & Gomes, a perda de peso, onde um bovino com 500 Moscas em média, perderia 40 kg de peso vivo/ano. Outra observação, é o aumento de abortos em vacas e novilhas, devido ao estresse causado pela Mosca.

 CONTROLE DA MOSCA-DO-CHIFRE

PARASITO H mosca Tentativas de combater a MOSCA-DO-CHIFRE realizadas, agravaram a situação; pois o emprego de produtos químicos (ovalerato, cipermetrim, piretróides e outros) geraram resistência. Este contexto, levou a necessidade de controle integrado, se destacando o uso de HOMEOPATIA para o CONTROLE de MOSCA-DO-CHIFRE (Parasito Plus), que não causa resistência, tem rápido resultado, baixo custo e carência zero.

Saiba mais, entrando em CONTATO com Equipe Técnica.

Fonte: Honer, M.R.; et al. Mosca-dos-chifres: histórico, biologia e controle. Embrapa, 1990.

Saiba mais em: Produto natural para Controle de Mosca do Chifre e outros.