Homeopatia e Pecuária

Carrapato dos Bovinos: 5 dicas para o Controle eficaz.

Carrapato Bovino ou Carrapato-do-Boi é um assunto que merece ser abordado com cuidado, principalmente quando se trata dos tipos de controles existentes.

O controle deste parasita envolve fatores que podem levar a ineficácia, exigindo medidas coerentes na busca de um controle eficaz deste parasita, a fim de evitar prejuízos na produção animal.

Neste contexto, é importante manter o equilíbrio, sem procurar a erradicação do Carrapato Bovino, evitando assim maiores problemas como no caso de mortalidades, em decorrência da tristeza parasitária. Sendo assim, medidas cuidadosas são necessárias, a fim de manter um Controle de Infestações em níveis que não causem prejuízos no rebanho.

Diante desta necessidade iremos enumerar 5 dicas eficientes na busca do Controle do Carrapato Bovino, a fim de auxiliar o criador de Gado nesta etapa.

  1. Controle na Pastagem e no Bovino.

larvas de carrapato de boi O Controle do Carrapato Bovino deve ser realizado tanto na Pastagem, quanto no próprio Bovino, lembrando que este tipo de parasita geralmente apresenta a seguinte relação de infestação: enquanto 5% do total de Carrapatos estão parasitando os Bovinos (forma adulta), 95% estão presentes nas Pastagens (sobre a forma de ovos e larvas).

  1. Controle desde os ovos até a fase adulta.

O ciclo do Carrapato Bovino se inicia com a postagem dos ovos, onde após o acasalamento, o Carrapato fêmea se alimenta de sangue ficando grande como “mamona”. Nesta etapa a fêmea ingurgitada se desprende do bovino, caindo no solo, onde iniciará a postura dos ovos. Cada fêmea é capaz de botar até 3.000 ovos, que irão eclodir em larvas (micuins), que ficam na pastagem, em folhagens a espera de um hospedeiro, no caso bovino, onde após se alimentarem, irão se diferenciar em macho ou fêmea. O Carrapato macho é pequeno e não aumenta de tamanho quando se alimenta, diferente da fêmea, que após a cópula, se alimenta de sangue, aumentando de tamanho.

Desta maneira, observa-se que o Ciclo completo do Carrapato Bovino se dá desde os ovos até a fase adulta, sendo importante medidas que possam atuar no Controle de todas as fases do Carrapato.

  1. Cuidado com a Resistência dos Carrapatos aos Carrapaticidas.

A eficiência de um Carrapaticida no Controle do Carrapato Bovino depende diretamente da presença ou não de populações de Carrapatos resistentes a este produto. Este tipo de problema é muito comum, causando desperdício de dinheiro, tempo, além de gerar resíduos na carne, leite e meio ambiente. Por isto, diante da situação atual de Resistência dos Carrapatos tão disseminada, a busca de Controles alternativos são indicados, como o uso de Produtos Naturais, como no caso do medicamento 100% natural Parasito H, que atua de forma excelente no Controle de Infestações de Carrapatos Bovinos, além de atuar também, contra Mosca-do-Chifre, Berne e Verminoses Bovinas.

4.Controle Eficaz é sinônimo de medidas interligadas.

Sabe-se que não existe uma fórmula simples na busca de Controle Eficaz de Carrapatos em Bovinos, porém existe sim, medidas que devem ser tomadas, em interação para se conquistar um controle eficiente e duradouro.

Carrapato_do_BovinoNeste caso medidas que podem e devem ser utilizadas são o uso de produtos naturais, como no caso do medicamento citado no item anterior (Parasito H), além de medidas como: manejo correto de pastagens, escolhas de animais resistentes a este tipo de parasita (como no caso do gado Zebu), entre outras. Uma medida bastante eficaz, em situações quando a infestação é muito grande, é aliar o uso de produtos naturais (como o Parasito H), com aplicações espaçadas de Carrapaticidas.

  1. Utilizar (manipular, aplicar, fornecer) os produtos de maneira correta.

 Por fim, a forma de utilizar, manipular, aplicar e fornecer os produtos destinados ao Controle do Carrapato em Bovinos deve ser realizado de maneira correta, a fim de garantir a Eficácia no Controle deste parasita. Por isto é importante ler as indicações e modo de uso, assim como a busca de auxilio, quando necessário, de pessoal adequado, isto sem falar da importância de treinamento, equipamento e infraestrutura adequada, como no caso de produtos que necessitam de manejo, como no caso do uso de Carrapaticidas.

Erros na manipulação, aplicação e fornecimento de produtos podem comprometer a eficácia do Controle, além do risco de causar acidentes, principalmente quando se utiliza produtos como Carrapaticidas químicos, que podem causar intoxicações, resistência do parasito e problemas com resíduos.

Dúvidas, informações ou dicas, favor entrar em Contato.

Direitos reservados: Texto de uso exclusivo da Expressão Animal, sendo permitida sua cópia e/ou réplica somente citando o site (link deste texto) como fonte.

Fontes: Imagem: www.embrapa.br (Mato Grosso do Sul tem 22 espécies de Carrapatos identificadas).

Solicite Seu Orçamento Através do WhatsApp

Ou Solicite
Seu Orçamento Através do Formulário

Preencha o formulário que breve retornaremos o contato. Campos obrigatórios*

Localização
Onde Estamos

R. Francisco Henrique, 298 B.
Ribeirão Claro, Guapiaçú - SP
WhatsApp da Expressão Animal