Homeopatia e Pecuária

Doenças de Bovinos Confinados Parte 3: Botulismo

BOTULISMOBOTULISMO é uma intoxicação causada por uma toxina produzida pela Clostridium botulinum, uma bactéria que pode estar presente em restos de animais em decomposição, como ossos e carnes.

Este tipo de enfermidade pode ser observado em Bovinos a pasto, em que associado a uma deficiência de fósforo nas pastagens e inadequada suplementação mineral, apresenta osteofagia, um comportamento que leva a ingestão de ossos. Neste contexto, ao ingerir fragmentos de tecidos ou ossos, acabam se intoxicando pelas toxinas botulínicas formadas durante a decomposição das carcaças.

Já no caso de Bovinos em Confinamento, pode ocorrer pela ingestão de silagem, feno ou ração mal conservada, com matéria orgânica em decomposição, ou cadáveres de pequenos mamíferos ou aves, onde ocorrem condições ideais para a produção da toxina em questão.

Antigamente quando era usada na alimentação animal, a cama de frango, era considerada uma das maiores fontes de toxinas botulínicas para animais Confinados, em função da presença de restos de aves, abafados nos montes de cama de frango.

 Os sintomas estão relacionados com a quantidade de toxina ingerida. Este se inicia com falta de coordenação e paralisia muscular, na qual os animais prefiram ficar deitados e, se forçados a andar é cambaleante e lento. Esta paralisia muscular pode se acentuar, impedindo que o animal se levante, afetando a mastigação e a deglutição, com protusão da língua. Por fim, o animal pode entrar morre, geralmente por parada respiratória, em um ou dois dias.

 Em Bovinos a Pasto, o mais observado é a morte do animal por três a sete dias, sendo que um pequeno número deles pode até recuperar-se após três ou quatro semanas, uma vez que os sintomas não ocorrem de maneira tão acentuada como nas formas anteriores.

A melhor prevenção é a vacinação, lembrando que seu nível de proteção não é totalmente satisfatório, sendo efetiva apenas contra pequena quantidade de toxina. Neste contexto, medidas são importantes; como o correto armazenamento de alimentosEQUALIZADOR_OK, a fim de evitar material em decomposição. Já no caso de surtos da doença em animais a pasto, a prevenção consiste na adoção de uma mistura mineral de boa qualidade, associada a remoção de carcaças e ossos das pastagens.

Por fim, o produtor pode recorrer ao uso do Produto Equalizador, que promove um melhor aproveitamento do fósforo alimentar, diminuindo a ingestão de restos de carcaças ou outras fontes de Botulismo, reduzido este mal; além de elevar a imunidade dos animais tratados.

Mais informações, entre em Contato com Técnicos Especializados no assunto.

Direitos reservados: Texto de uso exclusivo da Expressão Animal, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

Fonte: 1) Brandini, J.C, Doenças em bovinos confinados. Campo Grande: Embrapa, 1996, Doc. 65.

Solicite Seu Orçamento Através do WhatsApp

Ou Solicite
Seu Orçamento Através do Formulário

Preencha o formulário que breve retornaremos o contato. Campos obrigatórios*

Localização
Onde Estamos

R. Francisco Henrique, 298 B.
Ribeirão Claro, Guapiaçú - SP
WhatsApp da Expressão Animal