Homeopatia e Pecuária

Intoxicação Bovina por Plantas Tóxicas em Pastagens

Intoxicação Bovina é umas das ocorrências de morte de bovinos que ocorre devido a ingestão de Plantas Tóxicas presentes em pastagens.

Em períodos de estiagem (seca), a falta de alimento e a escassez de pastagens de qualidade são os principais fatores que levam os Bovinos a ingerirem Plantas Tóxicas, causadoras dessas Intoxicações. Como no caso de Intoxicação por ingestão de Plantas Tóxicas do gênero Senécio, como no caso da Maria-Mole ou Flor-das- Almas (Senecio brasiliensis) e a Margaridinha (S. madagascariensis).

Maria-Mole ou Flor-das-Almas (Senecio brasiliensis) disposição dos ramos no caule, folhas e inflorescência de plantas adultas.

Sabe-se que estas plantas são pouco palatáveis mas, mesmo assim, são ingeridas pelos bovinos em condições de seca, comum durante os meses de maio a agosto, que coincide com menor disponibilidade de forragem para o gado. E é justamente neste período de seca, que estas plantas estão em brotação, com maior concentração das substâncias tóxicas.

Além dessas Plantas Tóxicas citadas acima, existem algumas Plantas de grande importância no Brasil, que quando ingeridas por bovinos, causam “Morte Súbita”, sendo responsáveis por metade das mortes causadas por Plantas Tóxicas no país.

Dentre elas destacamos a Palicourea marcgravii e a Mascagnia rigida. A Palicourea marcgravii é uma popularmente conhecida por “cafezinho”, “erva-de-rato”, “café-bravo”, “erva-café”, “vick”, “roxa” e “roxinha”. Diferente das plantas citadas acima, o “cafezinho” apresenta boa palatabilidade, sendo a principal causa de morte em bovinos em regiões como a amazônica. A ingestão desta planta se dá em qualquer época do ano e devido a sua alta palatabilidade, ocorre mesmo em pastos com forragem abundante.

No caso da Mascania rigida, outra planta causadora de morte súbita, conhecida e como “timbó”, “tingui”, “quebra-bucho” na Bahia, “salsa-rosa”, “rama-amarela” em Minas Gerais, e “suma-branca” e “suma-roxa” no Espírito Santo.

A Intoxicação por esta Planta ocorre em qualquer época do ano, porem, nos estados de Minas e Espírito Santo a Intoxicação ocorre geralmente na época de seca, período de brota da planta.

Neste cenário, é importante o manejo de pastagem, buscando observar e eliminar Plantas Tóxicas presentes na propriedade. Além disto deve-se buscar cercar as matas ou capoeiras onde existem estes tipos de Plantas Tóxicas.

 Intoxicação Plus, que auxilia na melhora da Saúde e Imunidade dos animais tratados, elevando a resistência contra Intoxicações por Plantas Tóxicas.

Por fim, além de eliminar as plantas invasoras das pastagens, deve-se recorrer a medicamentos que auxiliam na Prevenção de Intoxicação Bovina por Plantas, como no caso do Intoxicação Plusque auxilia na melhora da Saúde e Imunidade dos animais tratados, elevando a resistência contra Intoxicações por Plantas Tóxicas.

Para mais informação entre em Contato com especialistas no assunto.

Direitos reservados: Texto de uso exclusivo da Expressão Animal, sendo permitida sua cópia e/ou réplica somente citando o site (link deste texto) como fonte.

Fontes: 1) https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/169780/1/COT-83-Plantas-Toxicas-Senecio.pdf 2) https://www.beefpoint.com.br/plantas-toxicas-que-causam-morte-subita-em-bovinos-de-corte-37796/

Solicite Seu Orçamento Através do WhatsApp

Ou Solicite
Seu Orçamento Através do Formulário

Preencha o formulário que breve retornaremos o contato. Campos obrigatórios*

Localização
Onde Estamos

R. Francisco Henrique, 298 B.
Ribeirão Claro, Guapiaçú - SP
WhatsApp da Expressão Animal