Homeopatia e Pecuária

Mamite Bovina: 7 perguntas clássicas.

1) O que é Mamite?

A Mamite é uma doença contagiosa e de fácil disseminação; que leva a inflamação na glândula mamária. A Mamite é considerada a principal doença em gado de leite, sendo mais comum em rebanhos leiteiros de alta produção.

2) Quem causa a Mamite?

Diferentes microrganismos causam Mamite como algas, bactérias, fungos e protozoários. Porém, as bactérias são as mais frequentes, sendo responsáveis por até 90% dos casos diagnosticados da doença, onde se destacam as bactérias Staphylococcus aureus; Streptococcus agalactiae, S. dysgalactiae, S. uberis e coliformes.

3) Como se descobre a presença de Vacas com Mamite?

   O diagnóstico da Mamite pode ser realizado por diferentes testes; como o “CMT” (California Mastitis test); “CCSContagem de Células Somáticas e o “Wisconsin mastitis test” “WMT” (viscosímetro), utilizados para diagnosticar a Mamite sub-clínica (não detectada a olho nu). Além destes testes, existe o Teste da Caneca Telada ou de Fundo Escuro, que detecta a Mamite Clínica nos primeiros jatos de leite através da presença de grumos, que ao ser depositados em caneca de fundo escuro ou telada, são visualizados com mais facilidade.

4) Além dos testes, existem outros meios de detectar a Mamite?

Sim. Existem alterações no Úbere das vacas (Glândulas Mamarias), como inflamação, vermelhidão, dor à palpação, endurecimento e presença de nódulos fibrosos. Estas alterações visíveis a olho nu indicam Mamite Clínica, que pode também alterar o leite, tornando o “aguado” e com grumos. Além disso a Redução da Produção de Leite, pode ser um sinal desta doença.

5) Quais os fatores que causam Mamite?

Diversos fatores facilitam o aparecimento desta doença, como: falta de higienização do úbere ou higienização incorreta, deficiência na limpeza da ordenhadeira mecânica, das instalações e utensílios utilizados na ordenha; ambientes inadequados como local úmido, sem ventilação, camas sujas e úmidas. Também, podemos destacar fatores como estágio de lactação, onde se observa maior incidência de Mamite Clínica no primeiro mês de lactação; feridas nas tetas e úberes; presença de outras doenças e baixa imunidade.

6) Como controlar e prevenir Mamite nos rebanhos?

Através de medidas como higienização das mãos e utensílios antes da ordenha, limpeza das instalações, camas e sala de ordenha; manejo adequado (limpeza das tetas, ordenhar primeiro as vacas sem infecção antes das que apresentam infecções subclínicas), no caso de ordenhadeira mecânica, esta deve ser lavada diariamente e receber manutenção de acordo com a periodicidade e as recomendações do fabricante.

7) Quais medicamentos são indicados para tratar, controlar e prevenir Mamite?

Antibióticos utilizados no caso de Mamite (penicilinas, estreptomicinas, cefalosporinas, kanamicina, neomicina, cloxacilina, amoxacilina, ampicilina, gentamicina, novobiocina, lincomicina, cloranfenicol, tetraciclinas e sulfas) apresentam custo alto, descarte obrigatório de leite, durante três dias ou mais; aumento da necessidade de mão-de-obra e seleção de microrganismos resistentes. Por isto, foram desenvolvidos, medicamentos naturais, que auxiliam no tratamento, controle e prevenção de Mamite, como no caso do medicamento Mamite H; aprovado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária. Mamite H, além de não gerar resistência, é isento de resíduos tóxicos, sem necessidade de descarte e de fácil utilização, não necessitando de mão de obra, pois este é diretamente adicionado na alimentação dos animais a serem tratados.

Maiores informações, favor entrar em CONTATO.

Direitos reservados: Texto de uso exclusivo da Expressão Animal, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e autor(es) do artigo ou citação do site.

Fonte: 1) Controle de Mamite sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/…Leite…/manejo/mamite; 2) Veiga, V. M. O.; et al. Controle da Mamite dos Bovinos, disponível em: www.cnpgl.embrapa.br; 3) Imagens: iepec.com.

 

Solicite Seu Orçamento Através do WhatsApp

Ou Solicite
Seu Orçamento Através do Formulário

Preencha o formulário que breve retornaremos o contato. Campos obrigatórios*

Localização
Onde Estamos

R. Francisco Henrique, 298 B.
Ribeirão Claro, Guapiaçú - SP
WhatsApp da Expressão Animal