Homeopatia e Pecuária

Suplementação na Época da Seca

Suplementação na Época da Seca é o assunto a ser discutido neste texto, com o intuito de auxiliar o produtor de Gado, por isto, buscamos descrever, de forma simples e prática, as principais formas de Suplementação de Bovinos na Seca, da qual se destacam: Sal Mineral com Ureia, o Proteinado ou Mistura Múltipla e a Ração de Semiconfinamento.

ENTRESSAFRA1) Sal Mineral com Ureia: Com a promessa de manter o Peso do Gado na Seca, este tipo de Suplemento é considerado o de menor custo na Seca. Porém, neste tipo de Suplementação Bovina é necessário boa disponibilidade de forragem, mesmo que de baixa qualidade e cuidado na utilização de ureia, a fim de evitar intoxicação no Gado. Sendo assim, não se deve fornecer Ureia para animais em jejum, ou em caso de animais muito magros; sendo importante a adaptação dos Bovinos ao consumo de Ureia.

2) Sal Proteinado ou Mistura Múltipla: Este tipo de Sal é um Suplemento com boa relação custo-benefício, podendo ser utilizado no caso de pastagens com boa disponibilidade forragem e lotação de 1 UA/ha, condições que permitem Ganhos de Peso Bovino na Seca. Apesar de apresentar maior custo quando comparado com o Sal com Ureia, o Proteinado é fornecido em baixa quantidade por animal, ficando mais viável do ponto de vista econômico. Porém deve-se garantir o consumo próximo ao planejado do Proteinado, para conquistar o Ganho possível.

3) Ração: Indicada em sistema de Semiconfinamento e presença de pastagem disponível com abundância para o Gado. Assim, sabendo que, na Seca, existe baixa disponibilidade de pastagem, indica-se realizar o acúmulo prévio de forragem, por meio do diferimento da pastagem. Lembrando que, em sistemas de Semiconfinamento, tanto o desempenho animal, quanto a capacidade de acabamento de carcaça e os custos de produção estão diretamente relacionados com os níveis de fornecimento de Ração. Sendo assim, é imprescindível uma boa formulação, para garantir lucratividade. Neste caso, também deve-se considerar alternativas de alimentos de baixo custo (coprodutos e resíduos da agroindústria); que podem ser alternativas econômicas, em muitos casos.

GANHO DE PESO BOVINO NA SECADiante das diferentes formas de Suplementação de Gado na Seca, para garantir resultados satisfatórios, o produtor pode recorrer ao auxílio de recursos que otimizam o uso das pastagens, e elevam os níveis elevados de produção, como no caso do uso de produtos, como o Peso Pasto S, que potencializa o aproveitamento do Capim (Forragem na Seca), permitindo, que na Entressafra, ou seja, no Período da Seca, mesmo consumindo menos pastagem, o Gado consiga ganhar peso. Além disto, o produtor pode consultar especialistas em Consultoria em Pecuária, como no caso da Pecuária Pé no Chão, que com técnicas possibilitam elevar os resultados desejados, com redução de custos, garantindo lucratividade.  

Dúvidas ou informações, favor entrar em Contato.

Direitos reservados: Texto de uso exclusivo da Expressão Animal, sendo permitida sua cópia e/ou réplica somente citando o site (link deste texto) como fonte.

Fontes: 1) Gomes, R. da C; et al. Estratégias alimentares para Gado de Corte: Suplementação a Pasto, Semiconfinamento e Confinamento alice.cnptia.embrapa.br/NutricaoAnimalCAP09.pdf; 2) Imagem: boiapasto.com.br

Solicite Seu Orçamento Através do WhatsApp

Ou Solicite
Seu Orçamento Através do Formulário

Preencha o formulário que breve retornaremos o contato. Campos obrigatórios*

Localização
Onde Estamos

R. Francisco Henrique, 298 B.
Ribeirão Claro, Guapiaçú - SP
WhatsApp da Expressão Animal